em 01 julho 2010 02:19 pm 0

Uma nova visão do sindicato

Desde que começou a trabalhar, aos 18 anos, Lindomar Alves da Silva, atua na área de edifícios. No início foi garagista, em seguida mudou de prédio e começou como faxineiro, mas com pouco tempo de serviço o sindico observou a eficiência de seu trabalho e o convidou para ser zelador. Ele fez curso e exerce essa função há 14 anos.

Atualmente trabalha no Residencial Glória Maison, onde está há um ano e dois meses. Quando começou a trabalhar neste edifício ele estava no início e já enfrentava alguns problemas. “Sei que o prédio esta em dificuldade, mas vim para ajudar”, se dispôs ele, que mantem uma boa relação tanto com os oito funcionários quanto com os moradores.

Como zelador ele tem funções administrativas, contrata funcionários, faz serviços bancários e sempre quando algum morador tem algum tipo de problema o chamam. Além disso, é o braço direito do sindico, trabalham em conjunto e juntos fizeram o regimento interno do prédio e decidiram por construir também a sala de espera.

Lindomar trabalha de segunda à sábado até meio dia. Ele não mora no edifício, mas se surgisse essa oportunidade a aceitaria para estar por perto caso ocorra algum imprevisto, como já aconteceu, ligaram para ele em sua folga e ele foi ao prédio para ajudar. “Eu sempre fui útil nos prédios onde trabalhei, gosto muito do meu emprego, e mudaria só se fosse para síndico”, respondeu ele quando questionado se gostava do seu emprego.

O zelador só se sindicalizou ano passado, após ver a atuação da nova gestão. Ele não confiava na gestão anterior, pois percebia o sindicato sem estrutura, organização e condições de apoiar os trabalhadores. Com o SEEG atual ele tem informações, se sente apoiado e com oportunidade de participar de várias atividades.

Lindomar conta que já ouviu vários comentários de trabalhadores que ainda não são associados e desconfiam da atuação do sindicato: “Quem não conhece o sindicato, deveria fazer uma visita na sede para conhecer e entender”, ressaltou. Assim, como ele, outros também mudariam de ideia ao ver o ambiente e todas as mudanças.

Na confraternização de natal, foi a primeira vez que o zelador teve contato com outros associados, e gostou muito desse momento. Esse ano participou do mutirão para pintar a sede do sindicato, conta que foi divertido e que nem sentiu o trabalho. Ele lembra que se informa através do site do SEEG, e gosta de fazer comentários.

Uma nova visão do sindicato

Lindomar gosta do que faz e não pretende mudar de ramo

Arquivado em Entrevistas

Comente!